You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
  • O carrinho está vazio!

Os 5 R’s – Cinco Passos para um Estilo de Vida mais Sustentável



Vivemos na era do consumismo descontrolado, do descartável e do desperdício excessivo.

Os nossos dias são vividos em grande correria e muitas vezes compramos por impulso, urgência, ou por exagero. Em paralelo a este hiperconsumismo, a maior parte dos produtos que adquirimos são descartáveis ou estão envolvidos em descartáveis originando quantidades enormes de desperdício. E nós, não paramos para pensar até que ponto este estilo de vida conduz a um desequilíbrio do planeta e quais os efeitos adversos para a nossa saúde e bem-estar.

Os últimos estudos científicos alertam que muitos destes materiais descartáveis se fragmentam em microplásticos que conseguem espalhar-se pelo mar, rios, ar, animais …e entrar na cadeia alimentar tendo já sido encontrados vestígios no corpo humano.

Hoje, mais do que nunca, torna-se inadiável uma necessária mudança no estilo de vida que adotámos. Ao sermos os consumidores devemos conhecer melhor as marcas que estão por detrás de cada produto que compramos. Perceber se privilegia um comércio justo e equilibrado, se os materiais usados na composição dos produtos são na sua maior parte recicláveis ou biodegradáveis. Se a marca tem precauções com a mão de obra envolvida no seu fabrico, ou se avaliou os destinos a dar a este produto após o seu desgaste.

Temos de ter, cada vez mais, consciência que o nosso estilo de vida tem de ser naturalmente mais sustentável, e que existe um caminho alternativo mais amigo do ambiente. Esta escolha não deve ser uma mudança radical nos nossos hábitos diários de vida e de consumo, mas sim um processo gradual e sobretudo mais responsável do impacto das nossas ações nas gerações presentes e futuras, e na sociedade em geral.

A partir dos estudos técnicos mais recentes que referem que a crise climática está a evoluir a um ritmo mais rápido do que muitos cientistas previam anteriormente, a política dos 3R´s: Reduzir, Reutilizar, Reciclar - foi alargada para considerar também a redução ou a eliminação do desperdício surgindo a política dos 5R’s: Repensar, Recusar, Reduzir, Reutilizar, Reciclar.

PASSO 1 - Repensa os teus hábitos de consumo e o teu estilo de vida! Antes de comprares um produto novo, pensa se de facto é necessário e se não podes reaproveitar algo que já tenhas. Avalia as tuas necessidades reais, como ser individual e ao fazer parte de uma sociedade.
Analisa onde podes desperdiçar menos recursos naturais. Por exemplo, em casa podemos usar um recipiente para reaproveitar a água fria que desperdiçamos num banho para regar as plantas.

PASSO 2 - Recusa aquilo que não precisas! Por exemplo, sacos de plástico e de papel, e todos os produtos descartáveis como as garrafas de plástico, palhinhas, copos, talheres. Por detrás do fabrico destes materiais existem consumos de energia e de recursos naturais. Se começarmos a usar menos este tipo de materiais, é provável que as empresas invistam cada vez menos no seu fabrico, sendo possível diminuir gradualmente este tipo de desperdícios.

PASSO 3 - Reduz tudo aquilo que não faz falta!
Faz refeições à medida evitando o desperdício de comida. Partilha o carro e anda mais a pé. Adquire menos roupa mesmo que seja aquela tentação em promoção. Prefere champô sólido em vez do champô convencional por não ter plásticos e com maior durabilidade. Compra produtos a granel, ou seja, que não estejam embalados em plástico, e faz o refill de embalagens próprias.
Opta por sacos de algodão reutilizáveis quando vais ao supermercado comprar produtos a granel reduzindo a quantidade de sacos de papel e plástico, e de desperdício em casa.

PASSO 4 - Reutiliza Tudo aquilo que já usas! Podes também adquirir produtos ou materiais que sejam reutilizáveis por muito tempo. Avalia aquilo que já não precisas e doa ou vende. Podes optar por usar as palhinhas de bambu, as garrafas de água e os sacos de pano reutilizáveis. Ao reutilizar estás a aumentar a vida útil desse produto, contribuindo para a redução do consumo de outros produtos que exigem no seu processo de fabrico mais consumos de matérias primas.

PASSO 5 - Recicla Deve ser a última opção! Recicla o que não podes recusar, reduzir ou reutilizar. Muitos de nós acreditamos que a reciclagem é a solução ideal para a redução de resíduos, mas nem todos os produtos / materiais são recicláveis e muitos dos que são, só o são a partir de processos demasiado dispendiosos em termos de energia e recursos naturais. Por outro lado, hoje em dia existe uma enorme quantidade de descartáveis sendo difícil que sejam todos reciclados. Existem ainda os que só podem ser reciclados uma única vez, e os que não podem ser reciclados como por exemplo, as palhinhas e os talheres de plástico. Assim devemos procurar reduzir e recusar, e teremos muito menos para reciclar!

Por último mas não menos importante, se tens possibilidade de fazer a compostagem, faz e sem receios! A compostagem é um processo natural onde é possível que os restos de comida sejam absorvidos pelo solo, nutrindo a terra como um adubo! Evita deitar o lixo orgânico no contentor de lixo normal, pois este segue para aterro sanitário onde existem problemas de infiltração de substâncias tóxicas no solo e nas águas subterrâneas e formação de gases de efeito estufa. Por outro lado, já existem problemas de espaço para criar mais aterros havendo como alternativa a incineração (queima do lixo) com a desvantagem da formação de poluentes como furanos, dioxinas, metais pesados e cinzas tóxicas.


Inspirado no texto “The 5 R’s of zero waste: Refuse what you don’t need. Reduce what you do need. Reuse by using reusables. Recycle what you can’t refuse, reduce, or reuse. Rot (compost) the rest”, por Bea Johnson

Autor: Helena Coelho


Sou licenciada em Engenharia do Ambiente, com Pós-Graduação em Sistemas de Gestão Integrados em Qualidade, Ambiente, Segurança e Responsabilidade Social.

O meu percurso profissional passa por mais de 10 anos em sustentabilidade empresarial em inúmeros setores de atividade tais como, Turismo, Banca, Retail, Construção, e TIC onde realizei auditoria e consultoria em processos de elaboração de relatórios de sustentabilidade, envolvimento de stakeholders, avaliação de desempenho e gestão de riscos e oportunidades, bem como a implementação e manutenção de Sistemas de Gestão Integrados. Foi durante a minha experiência com a maternidade que decidi dar vida à MyEcoBaby.

A MyEcoBaby pretende dinamizar um consumo mais consciente e um estilo de vida mais responsável ao disponibilizar produtos eco-sustentáveis para toda a família, privilegiando a infância, bem como uma plataforma de informação para uma atitude mais eco-friendly.

Comentários:


Início de conversa...


Para deixar um comentário ou responder a artigos faça o login
MyEcoBaby © 2020