You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.
  • O carrinho está vazio!

Sugestões para um ano 2020 mais sustentável!



Todos podemos ser sustentáveis…ser mais verdes! E um novo começo de ano é uma altura ideal para reformularmos algumas ideias e mudarmos rotinas diárias que visem também a proteção dos recursos naturais.

Se pretende ser mais sustentável em 2020 deixo aqui algumas opções que poderá aplicar no seu dia a dia…aos poucos, sem pressas.

O que pode fazer para tornar a sua COZINHA mais verde:

  1. Quando for às compras leve o seu saco reutilizável e dê preferência ao consumo de alimentos biológicos adquiridos no comércio local, se for a granel melhor ainda! Caso não consiga comprar a granel, adquira produtos com embalagens reutilizáveis de modo a diminuir a quantidade de descartáveis e o lixo lá de casa!

  1. Prefira preparar refeições caseiras com a quantidade certa de comida, não desperdice. Reforce a sua alimentação com leguminosas, cereais, legumes e fruta e reduza a carne, principalmente a vermelha. O corpo e o ambiente agradecem! Caso haja sobras…guarde no frigorífico ou congelador e reinvente uma nova refeição.

  2. Quando for cozinhar retire todos os ingredientes do frigorífico de uma só vez e com alguma rapidez. Ao abrir o frigorífico este perde temperatura, consumindo mais energia para se restabelecer.

  3. Tenha um mini ecoponto em casa e faça a separação de recicláveis e orgânicos para facilitar a sua correta deposição nos contentores públicos. Caso tenha condições, não use saco ou opte por um biodegradável. E sempre que possível faça a compostagem.



  1. Evite os tradicionais detergentes que muitas vezes são tóxicos para o ambiente e agressivos para nós, especialmente para as crianças, e faça os seus próprios produtos de limpeza em casa. Tem como alternativas caseiras o bicarbonato de sódio, limão e o vinagre. Se optar por comprar em vez de produzir o seu, escolha os que são biodegradáveis e não compre os que possuem fosfato (facilitam a reprodução de algas que prejudicam o equilíbrio da vida marinha).

  2. Faça a lavagem da roupa apenas se tiver a máquina cheia para não desperdiçar água e energia. Opte por secar a roupa no estendal, evite usar a secagem dado que consome muita energia.

  3. Em relação à loiça, evite lavagens manuais e opte por encher a máquina de loiça e lave tudo de uma só vez! Consome cerca de 10x mais água ao lavar à mão com água corrente e cerca de 3x mais só a passar a loiça por água.

  4. Evite os esfregões tradicionais de limpeza em casa. Estes esfregões com o uso começam a deteriorarem-se e soltam-se microplásticos que vão diretamente para os cursos de água por serem muito difíceis de eliminar pelas estações de tratamento de águas. Opte por esfregões biodegradáveis para lavar a loiça e use toalhas/ panos velhos para limpar a cozinha, em vez de usar rolos de papel de cozinha.


O que pode fazer para tornar o seu QUARTO mais verde:

  1. A base de uma boa noite de sono está acima de tudo no colchão! Além de ser confortável, também deve ser ecológico. Opte por modelos à base de látex natural, lã ou algodão orgânico. Caso não seja possível trocar de colchão, invista num resguardo de colchão orgânico e hipoalergénico.

  1. Opte por roupa com maior percentagem em algodão, se for orgânico ainda melhor! Será melhor para a sua pele e para o ambiente. Na hora de abastecer a cama com lençóis, mantas, cobertores e edredões, procure as etiquetas que indiquem produtos 100% naturais. Evite tudo o que tiver poliéster que são confecionados com fibras à base de petróleo e a seda pura, uma vez que esta requer uma limpeza a seco com elevado consumo de energia e toxicidade.

  2. Compre roupa apenas algumas vezes por ano para evitar compras compulsivas ou opte por comprar em segunda mão. Hoje existem opções que realmente valem a pena!

  3. Dê ou venda roupa e outros objetos de decoração que se encontrem em boas condições. Pode também, pôr a imaginação à prova e transformar uma camisola que já não usa numa saia personalizada.

  4. Na hora de pintar paredes, opte por tinta ecológica. Esta nova geração de tintas ecológicas dispensa o uso dos solventes e garante o acabamento idêntico ao das tintas tradicionais. São produtos biodegradáveis, feitos à base de soluções aquosas, óleos vegetais e pigmentos extraídos de plantas. Se não quiser usar tinta, forre as paredes com papel reciclado.


  1. O conforto é tudo num quarto! Adeque a roupa de cama para não recorrer ao aquecimento na estação fria e ao ar condicionado na estação quente. No verão, a opção deve recair sobre os lençóis de linho ou de algodão orgânico e no inverno, lençóis de flanela orgânicos. Para além de poupar dinheiro, também poupará energia.

  2. Prefira velas ambientalmente sustentáveis a velas de parafina que são feitas à base de petróleo. Opte pelas versões feitas com base em resíduos de óleos e azeites vegetais e proporcione um ambiente agradável, carismático e sofisticado.

  3. Opte por um chão em bambu ou por um chão em madeira sustentável, ou mesmo por uma carpete ou tapetes feitos em materiais orgânicos não alérgicos, são tudo boas soluções.

O que pode fazer para tornar a sua SALA mais verde:

  1. Desligue os aparelhos eletrónicos da tomada. Este consumo representa cerca de 10% do nosso consumo energético doméstico. Não coloque no modo standby. Já existem no mercado tomadas com interruptor, temporizador, inteligente, ou com disjuntor diferencial. Procure a sua melhor opção e vai ver que tem impacto na sua conta de eletricidade!

  1. Substitua as lâmpadas por LED que consomem cerca de 70% menos energia e ainda reduzem as emissões de gases com efeito estufa. São eficientes, mais resistentes e por isso mais duráveis.

  2. Use baterias e pilhas recarregáveis, sempre que possível, em vez de pilhas comuns.

  3. Desligue o computador se ficar mais de duas horas sem utilizá-lo e o monitor por 15 minutos. O maior responsável pelo consumo energético do computador é o monitor. Os de LCD são mais económicos.


  1. Não substitua logo os aparelhos, tente sempre ir primeiro pela reparação. Se tiver de comprar adquira aparelhos com melhor eficiência energética e irá ver o resultado na fatura da luz.

  2. Leia jornais diários on-line em vez de ler as versões em papel.

  3. Coloque no Ecoponto apropriado os resíduos de aparelhos elétricos. Normalmente encontra estes contentores nos parques de estacionamento de áreas comerciais.

  4. Acrescente verde! Para ajudar que o seu espaço fique mais acolhedor, coloque plantas de interior que ajudam a filtrar o ar e têm grande capacidade de absorção de componentes poluentes.

O que pode fazer para tornar o seu WC mais verde:

  1. Reserve a água de aquecer o banho colocando um recipiente adequado para efetuar depois o seu transporte, e reutilize na rega de plantas ou mesmo na preparação de refeições. Utilize também nas descargas de autoclismo e torne o seu consumo de água mais eficiente.

  2. Feche a torneira ao lavar os dentes e opte por usar somente um copo de água na lavagem. Irá poupar muitos litros de água!

  1. Experimente o copo menstrual ou os pensos higiénicos reutilizáveis feitos de algodão orgânico, e não se vai arrepender! São ecológicos, discretos, eficientes, antialérgicos e muito confortáveis! É estimado que uma mulher, durante o seu período fértil, gaste cerca de 17 mil produtos higiénicos descartáveis! Produtos estes que não são possíveis de reciclar e são depositados em aterros, demorando décadas a decompor-se.

  2. Opte por produtos de cosmética biológica/orgânica: a pele é o maior órgão do corpo e atua como uma barreira entre o ambiente externo e o interior do nosso corpo. É um dos mais importantes na defesa do nosso corpo contra agressões externas e por isso deve protegê-la evitando entupi-la com produtos sintéticos ou com ingredientes nocivos. Os cosméticos bio são constituídos por produtos naturais.


  1. Use produtos de higiene de desperdício zero. Hoje em dia já encontra uma vasta gama de produtos sem embalagem de plástico, recicláveis e super eficientes e melhor ainda 100% naturais: champôs e amaciadores sólidos, cotonetes e escovas de dentes de bambu, pasta de dentes natural, fio dentário, desodorizante natural, entre outros.

  2. Todos sabemos que um banho quentinho sabe sempre bem, mas opte por tomar banhos curtos e o tal banho relaxante uma a duas vezes por semana e mime-se!

  3. Não coloque descartáveis na sanita tais como tampões e pensos higiénicos, cotonetes, toalhitas, discos desmaquilhantes, fio dentário, e medicamentos, bem como restos de comida ou óleo alimentar usado. Para além de entupir a sanita, estes desperdícios não são solúveis em água e grande parte vai parar aos rios e mares por não ser possível filtrar nas estações de tratamento de água.

  4. Opte por discos desmaquilhantes e de amamentação reutilizáveis. São facilmente laváveis à mão ou na máquina e duram bastante tempo! Assim contribui para o desperdício zero e para um menor consumo de recursos naturais na sua produção.


Todos somos consumidores… mas tendemos, e ainda bem, a sermos consumidores cada vez mais exigentes e conscientes, avaliando sempre o ciclo de vida do produto que estamos a comprar. Partilhe a sua eco-experiência com todos os que estão ao seu redor e sirva de inspiração para que todos possamos adotar uma vida com hábitos cada vez mais sustentáveis!

Ser sustentável, no caso do consumo, não significa que estamos impedidos de comprar. Significa apenas que podemos optar por produtos mais duráveis, mais ecológicos e lembre-se que antes de comprar qualquer coisa, avalie se realmente necessita…poupa dinheiro e o ambiente agradece!

Autor: Helena Coelho


Sou licenciada em Engenharia do Ambiente, com Pós-Graduação em Sistemas de Gestão Integrados em Qualidade, Ambiente, Segurança e Responsabilidade Social.

O meu percurso profissional passa por mais de 10 anos em sustentabilidade empresarial em inúmeros setores de atividade tais como, Turismo, Banca, Retail, Construção, e TIC onde realizei auditoria e consultoria em processos de elaboração de relatórios de sustentabilidade, envolvimento de stakeholders, avaliação de desempenho e gestão de riscos e oportunidades, bem como a implementação e manutenção de Sistemas de Gestão Integrados. Foi durante a minha experiência com a maternidade que decidi dar vida à MyEcoBaby.

A MyEcoBaby pretende dinamizar um consumo mais consciente e um estilo de vida mais responsável ao disponibilizar produtos eco-sustentáveis para toda a família, privilegiando a infância, bem como uma plataforma de informação para uma atitude mais eco-friendly.

Produtos relacionados:

Comentários:


Início de conversa...


Para deixar um comentário ou responder a artigos faça o login
MyEcoBaby © 2020